Técnicas de respiração para o trabalho de parto

 

A respiração é fundamental durante o trabalho de parto, não só porque a ajuda na altura da expulsão mas também no decorrer da dilatação. É uma forma também de controlar a dor.ID-10068670
Resumidamente deverá aprender três tipos de respiração: 1. Para colocar em prática antes e após as contracções; 2. Durante a fase de expulsão; 3. Se, por algum motivo, tiver que aguentar sem fazer força, quando a vontade que têm é exactamente contraria a isso.

  1. Quando sentir que se está a aproximar uma contracção deve inspirar profunda e lentamente pelo nariz e expirar pela boca. Deve repetir o mesmo exercício após a contracção.Esta forma de respirar não a vai ajudar só a si, mas também e principalmente ao seu bebé. Quando ocorre uma contracção o seu útero comprime o bebé e o cordão umbilical, ou seja, durante o tempo da contracção o bebé não recebe oxigenação. Esta respiração irá, de certa forma, compensar essa falta de oxigenação, tanto antes como depois da contracção.

    Por outro lado, você vai manter-se concentrada da respiração e ficará, seguramente, mais calma.

  2. Na fase de expulsão a tendência é fazer força na barriga. Errado. Ao contrair o abdómen o bebé tende a subir em vez de descer. Nesta fase a respiração é fundamental.A chamada respiração abdominal consiste em inspirar profundamente e de seguida libertar o ar pela boca lentamente, relaxando o diafragma e concentrando toda a sua força na região de expulsão.
    Pode parecer difícil, mas, mantendo a calma e com a ajuda da equipa médica tudo se tornará mais fácil.
  3. Esta respiração será a menos usada. Se por algum motivo o seu médico assistente/parteira lhe disse que “não pode fazer força ainda“, quando tudo o que lhe apetece naquele momento é fazer toda a força do mundo…Calma…É possível.Esta é a chamada respiração de vela. Imagine que têm uma vela á sua frente, sopre para a vela rápida e levemente, mas sem nunca a apagar. Na prática o que têm que fazer é respirar pela boca, libertando o ar em forma de sopro. Esta respiração também pode ser usada para atenuar a dor durante as contracções antes mesmo da fase de expulsão.

Pode parecer muito complexo, mas se treinar estas respirações durante a gravidez verá que se torna mais fácil. Também é importante que o seu acompanhante de parto (se optar por ter alguém a acompanha-la. P.Ex. o seu marido) também tenha noção dos tipos de respiração, até porque vai ser muito mais fácil para si se tiver alguém a orientá-la neste sentido durante todo o trabalho de parto.

 

loading...

About Mãe

Mãe de um Filho (após passar por alguns tratamentos de fertilidade). Tenho tentado superar todas as fases da maternidade com tranquilidade e procurando sempre tirar todas as duvidas que surgem e aprender um pouco mais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*